IV Encontro Internacional de Reitores Universia fará de Salamanca a capital mundial do ensino superior

Com Imprensa Santander

Mais de 600 reitores e representantes acadêmicos de todo o mundo, sendo cerca de 100 brasileiros, personalidades da política, negócios e instituições nacionais e internacionais se reunirão em Salamanca (Espanha), nos dias 21 e 22 de maio. Coincidindo com a celebração do oitavo centenário da Universidade de Salamanca e sob o slogan “Universidade, Sociedade e Futuro”, o IV Encontro Internacional da Universia converterá Salamanca na capital mundial do ensino superior naquela ocasião. O evento, que será presidido por Ana Botín, presidente do Banco Santander e Universia.

Ricardo Rivero, reitor da Universidade de Salamanca, explicou que aquela universidade acolhe o encontro da Universia no âmbito do VIII Centenário da sua fundação, “que comemora a origem da área ibero-americana de ensino superior e conhecimento. As raízes do sistema universitário ibero-americano estão em Salamanca, pois foi seguindo o estatuto e o modelo salmantino que foram fundadas as primeiras universidades no México, Santo Domingo, Lima, Córdoba … “, acrescentou, ao mesmo tempo em que destacou que, deste então e até hoje, essas instituições “compartilham valores da Escola de Salamanca, como por exemplo a defesa da dignidade da pessoa, dos direitos humanos e da democracia”.

Rivero também se comprometeu a trabalhar em conjunto “na busca das metas de desenvolvimento das Nações Unidas: sustentabilidade ambiental, igualdade de gênero e compromisso com o desenvolvimento equitativo do ambiente social mais próximo, compromisso e responsabilidade universitária”.

Por sua vez, Matías Rodríguez Inciarte, presidente do Banco Santander Universidades, afirmou que “o comprometimento do Santander Universidades com o Encontro Internacional de Reitores Universia 2018 representa o compromisso do Banco Santander com o ensino superior, universidades e estudantes universitários. Salamanca significa para nós encontro, colaboração, troca, inteligência coletiva e valorização do trabalho desenvolvido pelas universidades. Uma ótima oportunidade para ajudar a gerar respostas comuns aos desafios que a universidade enfrenta.”

O prefeito de Salamanca, Alfonso Fernández Mañueco, agradeceu à Universia, à Universidade de Salamanca e ao Santander Universidades, por tornarem Salamanca a capital mundial da Educação Superior nos dois dias de evento. Segundo o prefeito, “Salamanca não é compreendida sem sua Universidade e não é possível explicar a Universidade sem sua cidade; estes 800 anos de história têm que servir para projetar Salamanca e seu Estudo e poder esclarecer um futuro melhor da união, da soma de esforços da Universidade e da cidade “e enfatizou que” Salamanca é uma Cidade Histórica, Patrimônio da Humanidade, mas também é uma cidade inovadora, uma cidade de pesquisa, uma cidade moderna que cresceu e progrediu de mãos dadas com a sua Universidade “.

Dois dias de debate universitário

Durante dois dias, os mais de 600 reitores e representantes acadêmicos de 26 países debaterão os três eixos principais: ‘Formar e aprender em um mundo digital’; ‘Investigar na universidade, um paradigma em revisão?’; e ‘A contribuição da universidade para o desenvolvimento social e territorial’.

O debate poderá ser acompanhado ao vivo através de redes sociais da reunião e pelo site oficial (www.universiasalamanca2018.com). As discussões resultarão na publicação da Carta de Salamanca, que incluem as principais conclusões e propostas para ajudar a construção da Universidade do futuro e sua missão como motor de progresso e desenvolvimento social.

O IV Encontro Internacional da Universia, que dá continuidade às reuniões do Rio de Janeiro (Brasil, 2014), Guadalajara (México, 2010) e Sevilha (Espanha, 2005), conta com o apoio do Banco Santander, empresa que mais investe em apoio à educação no mundo (Relatório Varkey / UNESCO-Fortune 500), que mantém mais de 1.200 acordos de colaboração com universidades e instituições acadêmicas em 21 países através do Santander Universidades (www.santander.com/universidades), e agrupa mais de 1.300 instituições acadêmicas ibero-americanas através da Universia (www.universia.net).