Ciências Contábeis

Ciências Contábeis Uni-FACEF - quatro estrelas no Guia do Estudante Abril 2012

 

O bacharel em Ciências Contábeis tem sua profissão regulamentada pelo Decreto-lei nº. 9.245/46 e suas atribuições definidas pela Resolução nº. 560/83, do Conselho Federal de Contabilidade – CFC.

É hoje um profissional imprescindível, tanto na esfera financeira como em qualquer organização pública ou privada . Antes de tudo, é um profissional eclético. Todo e qualquer patrimônio necessita de critérios de formatação e de evaliação, fato do dia-a-dia do profissional de Contabilidade. A identificação, análise e, finalmente, determinação do impacto das transações no patrimônio das entidades, exige do contador um amplo e variado leque de conhecimentos.

O mundo vem experimentando profundas transformações e requer versatilidade e abrangência nas interpretações. O Profissional Contábil está treinado e habilitado, na extensão do seu necessário envolvimento como requisito mínimo nos assuntos econômicos, tributários, organizacionais e comportamentais, a direcionar as conclusões da lógica contábil sempre respaldado por princípios e normas técnicas dando espaço à propalada interpretação da condição, qualidade e valor do patrimônio.

Nenhuma decisão de negócio é tomada sem os dados contábeis e somente o Profissional Contábil dispõe de preparo técnico para com tais dados disponibilizar a verdade patrimonial, contribuindo assim para a direção dos negócios.

Atua em três áreas principais:

  • Contabilidade: em que o contador cuida da aplicação das normas e das práticas contábeis exigidas por lei;
  • Controladoria: em que o profissional avalia e informa se os recursos da empresa estão sendo utilizados da melhor forma, montando uma base de dados que sirva de suporte ao processo decisório;
  • Auditoria: em que o auditor analisa e valida as demonstrações contábeis e os controles relacionados.

Além das áreas citadas acima, o Contador pode ainda dedicar-se a análise do desempenho econômico-financeiro das empresas, uma atividade considerada fundamental por parte do mercado financeiro, que exige avaliação constante para a liberação ou renovação de créditos ou financiamentos.

O contador é um profissional liberal de múltiplas funções, podendo ser:

  • Autônomo;
  • Empresário de Contabilidade;
  • Auditor Independente ou Interno;
  • Consultor Tributário;
  • Controller;
  • Auditor Fiscal;
  • Perito Contábil.
  • Membro do Conselho Fiscal e de Administração;
  • Árbitro em câmaras especializadas;
  • Atuar na área acadêmica;
  • Membro de Comitês de Auditoria;
  • Membro em Entidade de Classe;
  • Executivo.


 

Introdução

Com duração de oito semestres (quatro anos), o curso de Ciências Contábeis abrange profundos conhecimentos teóricos e prático das áreas de contabilidades geral, avançada e conhecimentos em administração, economia, direito e métodos quantitativos em conjunto com a teoria contábil. Nos últimos semestres, há um aprofundamento de estudos, direcionados para especialidades da carreira de Contador.

Chefe de Departamento

O Chefe de Departamento do Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário Municipal de Franca está presente diariamente na Instituição, coordenando e supervisionando o desenvolvimento das atividades docentes do Curso, estimulando a pesquisa, presidindo as reuniões de Departamento a cada início de semestre ou quando necessário para a preparação de algum evento.

O Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário Municipal de Franca é dirigido pela Professora Mestra Célia Helena Martins Rosa.

Dados do curso

Criação Turno Regime Vagas Duração
1981 Noturno Semestral 75 8 semestres (4 anos)
Habilitação Título
Bacharelado em Ciências Contábeis Bacharel em Ciências Contábeis

Perfil Profissiográfico do Egresso

A proposta do Uni-FACEF – Centro Universitário Municipal de Franca, autarquia municipal fundada em 1951, através do Departamento de Ciências Contábeis, é de formar bacharéis em Ciências Contábeis com competências e habilidades que os capacitem a exercer suas atividades com ética, responsabilidade, visão ampla, crítica e analítica do mundo dos negócios e com capacidade para antecipar e provocar mudanças, participando das decisões norteadoras do destino das organizações.

O egresso de Ciências Contábeis do Uni-FACEF caracteriza-se como gestor de informações, capacitado não somente ao exercício legal da profissão de Contador e possuidor de espírito crítico e apurado senso analítico, mas também dotado de elevado potencial empreendedor e de visão estratégica, qualificando-se para a prática das decisões, de forma participativa.

O profissional formado no curso de Ciências Contábeis do Uni-FACEF está habilitado para exercer suas atividades em empresas públicas e privadas, comerciais, industriais, prestadoras de serviços, agronegócios e organizações do terceiro setor. Bacharel em Ciências Contábeis, está capacitado para pesquisar, analisar e discernir a par de muito bom senso, todo o sistema de informações econômico-financeira e patrimonial das Entidades.

Atualmente, espaço em que vivemos a era do conhecimento, a profissão vive um momento áureo. Vale lembrar, onde houver uma empresa pequena, media ou grande, sempre existirá a figura do Contador.

Uma das preocupações sempre presente entre aqueles que são os responsáveis pelas decisões nas organizações é quanto ao melhor uso das informações de que dispõe. Isso parece claro quando se dispõe de informações completas e que sejam úteis e necessárias.

Por sua vez, essas informações nem sempre são suficientemente claras. Às vezes, ocorre um distanciamento, passível de ser corrigido, entre aqueles que as elaboram e as fornecem e os que delas fazem uso. Com isso, prejudica-se uma análise mais realista da situação em estudo, o que na maioria das vezes, provoca decisões equivocadas tomadas pelos gestores.

Num mundo globalizado, extremamente competitivo, uma decisão equivocada pode instalar o caos nas organizações, e, some-se a isso, se esta decisão se deriva da má qualidade das informações ou a falta delas.

Esta realidade do mercado exige profissionais preparados para assumir novas responsabilidades e posições, que estejam atualizados em relação às mudanças, e o Contador esta inserido nessas premissas.

Antigas civilizações, com justificada preocupação, utilizavam-se de rudimentares técnicas contábeis nos controles e na prestação de contas. A Contabilidade, na sua evolução, tornou-se não apenas um instrumento de registro das transações, mas um poderoso e efetivo sistema de informações gerenciais. Desse conjunto extrai-se a sua razão de ser – a credibilidade e a segurança nas grandes decisões e nas prestações de contas, afirma o Contador Luiz Carlos Vaíni, Presidente do CRC SP – Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo.

O Contador é o responsável pelo desenvolvimento destas atividades. Registrar os atos e fatos das organizações é uma tarefa importante, pois é o princípio da informação e todo o seu papel deve estar voltado para produzir mais e melhores informações, o seu papel é como uma verdadeira “bússola” dos negócios e deve ajudar a administração a manter o negócio na rota prevista.

Para o desempenho dessas funções com a máxima competência, a formação do Contador de hoje deve conter não só sólidas noções de finanças, economia e gestão, mas, também, de ciências humanas e de responsabilidade social.

Ampla gama de atividades é desenvolvida ao longo do curso, além da sala de aula, tais como: tcc, oficinas de estudos contábeis, estágios supervisionados, cursos de escrituração fiscal, escrituração contábil, atividades com utilização de softwares e programas específicos em laboratório empresarial, jogos de empresas, palestras, seminários, encontros, congressos e convenções, com o objetivo de familiarizar o estudante com o cotidiano do Contador.

Linhas de Pesquisa e Orientadores

Como fomento à pesquisa na área contábil, o curso proporciona aos estudantes estudos direcionados à métodos e técnicas de pesquisa, com enfoque de iniciação à pesquisa, através de instrumentos como: trabalhos de conclusão de curso, artigos, trabalhos acadêmicos, relatórios de pesquisa, monografias e incentivando a participação em eventos, congressos, convenções da área contábil, dentro das linhas de pesquisas e com os respectivos orientadores.


A atual composição curricular do curso foi aprovada em dezembro de 2015 e entrou em vigor no ano letivo de 2016 e atende aos dispositivos da Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Ciências Contábeis.

Matriz Curricular – ingressantes a partir de 2016

 

SEMESTRE DISCIPLINA HORA/RELÓGIO
1º Semestre Contabilidade Geral I 66
Introdução à Administração I 66
Introdução à Economia I 66
Empreendedorismo 33
Marketing 33
Matemática 33
Instituições de Direito 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 1º SEMESTRE 330
2º Semestre Contabilidade Geral II 66
Introdução à Administração II 33
Introdução à Economia II 66
Matemática Financeira 66
Comunicação e Expressão I 33
Introdução às Ciências Sociais 33
Filosofia e Ética 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 2º SEMESTRE 300
3º Semestre Administração Fin. e Orçamentária 66
Mercado de Capitais 66
Comunicação e Expressão II 33
Tecnologia da Informação 33
Política de Mercado 66
Análise de Balanço I 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 3º SEMESTRE 330
4º Semestre Sistemas Contábeis 33
Contabilidade Empresarial I 66
Comportamento Organizacional 33
Análise de Balanço II 66
Teoria da Contabilidade 66
Recursos Humanos 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 4º SEMESTRE 330
5º Semestre Contabilidade de Custos 66
Metodologia Científica 33
Contabilidade de Agronegócios 66
Contabilidade Empresarial II 66
Direito Empresarial e Legis. Tributária I 66
Responsabilidade Social 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 5º SEMESTRE 330
6º Semestre Análise de Custos 33
Contabilidade Avançada 66
Gestão de Risco e Aval. de Empresas 33
Tópicos Contemp. de Contabilidade 33
Comércio Exterior 33
Gestão Empresarial 66
Direito Empresarial e Leg. Tributária II 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 6º SEMESTRE 330
7º Semestre Estrutura e Orçamento Empresarial 66
Auditoria I 66
Estatística 33
Análise de Investimentos e Finanças 66
Contabilidade Governamental I 33
Perícia Contábil I 33
Contabilidade de Inst. Financeiras 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 7º SEMESTRE 330
8º Semestre Controladoria 66
Contabilidade Governamental II 66
Laboratório Contábil 66
Auditoria II 66
Perícia Contábil II 33
Legislação Societária e Fiscal 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 8º SEMESTRE 330

RESUMO HORA/RELÓGIO
Conteúdo de Formação Básica 1167
Conteúdo de Formação Profissional 1100
Conteúdo de Formação Teórico-Prático 400
SUBTOTAL 2667
Trabalho de Conclusão de Curso 100
Atividades Complementares 100
Estágio Supervisionado 240
TOTAL GERAL DA CARGA HORÁRIA 3107

Matriz Curricular – ingressantes até 2015

Há uma matriz curricular em vigor, para os estudantes ingressantes até o ano de 2015, a qual atende igualmente aos dispositivos da Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004 que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Ciências Contábeis:

SEMESTRE DISCIPLINA HORA/RELÓGIO
1º Semestre Introdução à Administração I 66
Introdução à Economia I 66
Matemática 66
Língua Portuguesa I 33
Contabilidade Geral I 66
Instituições de Direito 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 1º SEMESTRE 330
2º Semestre Contabilidade Geral II 66
Filosofia e Ética 33
Introdução à Administração II 33
Introdução à Economia II 66
Introdução às Ciências Sociais 33
Língua Portuguesa II 33
Matemática Financeira 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 2º SEMESTRE 330
3º Semestre Administração Financeira 66
Análise de Balanço I 66
Estatística 66
Mercado de Capitais 66
Metodologia Científica I 33
Tecnologia da Informação 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 3º SEMESTRE 330
4º Semestre Análise de Balanço II 66
Contabilidade Empresarial I 66
Direito e Legislação Trabalhista 66
Introdução à Psicologia 33
Sistemas Contábeis 33
Teoria da Contabilidade 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 4º SEMESTRE 330
5º Semestre Contabilidade de Agronegócios 66
Contabilidade de Custos 66
Contabilidade Empresarial II 66
Direito Aplicado I 66
Legislação Societária 33
Metodologia Científica II 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 5º SEMESTRE 330
6º Semestre Análise de Custos 66
Contabilidade Internacional 66
Direito Aplicado II 66
Gestão Empresarial 66
Tópicos Especiais em Contabilidade 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 6º SEMESTRE 330
7º Semestre Auditoria I 66
Contabilidade Pública I 66
Estrutura e Orçamento Empresarial 66
Língua Portuguesa III 66
Perícia Contábil 66
CARGA HORÁRIA TOTAL – 7º SEMESTRE 330
8º Semestre Auditoria II 66
Comércio Exterior 33
Contabilidade de Inst. Financeiras 33
Contabilidade Pública II 66
Controladoria 66
Laboratório Contábil 33
Responsabilidade Social 33
CARGA HORÁRIA TOTAL – 8º SEMESTRE 330
RESUMO HORA/RELÓGIO
Conteúdo de Formação Básica 1200
Conteúdo de Formação Profissional 1167
Conteúdo de Formação Teórico-Prático 300
SUBTOTAL 2667
Trabalho de Conclusão de Curso 240
Atividades Complementares 200
TOTAL GERAL DA CARGA HORÁRIA 3107

 

M.ª Ana Tereza Jacinto Teixeira

  • Demografia (população), Industrialização, Educação e Economia, Sociedade, Cultura e Economia.

Dr. Almir Montovani

  • Estatística.

M.e Arnaldo Antonio Rufino Batista

  • Finanças, Custos, Auditoria e Perícia, Métodos e Técnicas de Pesquisa.

Esp. Ataíde Marcelino

  • Legislação Tributária e Planejamento Tributária.

M.e Augusto Aparecido Mazier

  • Balanço Social, Custo ABC, RH e Gestão de Pesquisa.

Drª. Barbara Fadel

  • Metodologia do Ensino Superior.

M.e Carlos Renato Donzelli

  • Varejo, Crédito, Sistema Financeiro, Finanças, Governança Coorporativa.

M.ª Célia Helena Martins Rosa

  • Gestão de Empresas Familiares, Auditoria, Análise Comparativa das Empresas (Comerciais e Industriais).

M.ª Doroti Daisy Montovani

  • QVT Qualidade de Vida no Trabalho, Estratégia em Gestão de Pessoas, Assédio Moral, Estresse.

Drª Edna Maria Campanhol

  • Responsabilidade Social, Gestão Ambiental, Ética Profissional, Balanço Social.

Esp. Fernando José da Conceição Lourenço

  • Avaliação de desempenho de Índices Econômicos e Financeiros, Perícias.

Dr. Hélcio Martins Tristão

  • Cluster, Cooperação, Rede de Empresas, Qualidade na Gestão do Processo de Desenvolvimento do Produto.

Dr. José Alfredo de Pádua Guerra

  • Economia, Administração Hoteleira, Administração PMES, Métodos Quantitativos e Finanças.

M.e Luis Mendes de Oliveira

  • Sistema de Informação, Informática, Qualidade Total, Empreendedorismo, Organização, Sistema e Métodos.

M.e Márcio Benevides Lessa

  • Contas Nacionais, Macroeconomia, Economia Setor Público, Economia de Empresas.

Drª Marinês Santana Justo Smith

  • Administração Financeira e Contábil PMES, Responsabilidade Social e Ética Empresarial e Contabilidade Internacional.

M.e Mário Chagas Filho

  • Auditoria Empresarial de Balanços, Contabilidade e Análise de Custos, Cooperativismo, Projetos de Capacitação de Recursos para o Terceiro Setor (OSCIP), Administração de Condomínios, Serviços Fisco-Contabéis e Trabalhistas para PMES.

Drª Monica de Oliveira Faleiros

  • História da Literatura, Teorias e Crítica do Drama, da poesia e da narrativa, com enfoque em literatura da Língua Portuguesa: Brasileira e Portuguesa.

M.e Orivaldo Donzelli

  • Licitação e Contratos Públicos, Contabilidade Pública, Finanças Públicas, Varejo, Terceirização, Planejamento e Projetos, Lei de Responsabilidade Fiscal.

M.e Paulo Sérgio Moreira Guedine

  • Direito do Consumidor, Direito Trabalhista.

M.ª Regina Helena de Almeida Durigan

  • Cultura e Literatura brasileira, Literatura Infantil, Literatura e produção de Texto.

M.ª Thalisa Maria Jati Gilberto

  • Educação Financeira, Finanças corporativas, Mercado de capitais, Contabilidade Financeira, Desenvolvimento sustentável e Estratégia Empresarial

O curso de Ciências Contábeis do Uni-FACEF adota um processo de avaliação contínua, por meio de múltiplos instrumentos de avaliação. Os resultados do processo de avaliação servem para redimensionar o ensino e a aprendizagem e todo o planejamento inicialmente elaborado.

A avaliação acompanha todo o processo de formação discente, não sendo vista, portanto, como resultado, mas como diagnóstico ou formação. Sendo assim, é desenvolvida em todas as aulas, através de seminários, fichamentos, participações, debates, trabalhos de resumo, resenha e fichamentos, dramatizações, escrita de artigos e de pesquisas científicas, TCC etc. Todos os instrumentos são mobilizados com o objetivo de formar integralmente – científica, cultural, artística e ética – o corpo discente.

O aluno deve apresentar, ao final do semestre, a média mínima 6,0 (seis) pontos por disciplina e, ainda, 75% (setenta e cinco por cento) de freqüência em cada disciplina. Não obtendo esses índices, fica em regime de dependência. O aluno poderá carregar 04 (quatro) disciplinas, em regime de dependência, para o semestre seguinte. São atribuídas duas médias por semestre, compostas, em cada disciplina, por, no mínimo, dois instrumentos de avaliação, em cada bimestre, sendo uma prova escrita individual e por qualquer outro instrumento de avaliação.

Ao final de cada semestre, o aluno que obtiver média igual ou superior a 6,0 (seis) pontos está aprovado; média menor que seis e maior ou igual a dois pontos, realizará prova SUBSTITUTIVA; média inferior a dois pontos, automaticamente reprovado (DP). A avaliação SUBSTITUTIVA abordará todo o conteúdo do semestre.

As provas de dependência e as de provas de adaptação e também os trabalhos relativos a esses processos são organizados e agendados pela Coordenação do curso, nos dois bimestres do semestre e afixados nos murais da sala de aula.

Os alunos em licença, por saúde ou licença gestante ou maternidade, seguem os seguintes procedimentos:

  • o aluno (ou seu procurador) deverá apresentar, na Secretaria do Uni-FACEF Centro Universitário Municipal de Franca, atestado médico ou certidão de nascimento do filho, juntamente com requerimento preenchido no local;
  • o prazo para a retirada dos trabalhos e a data de entrega dos mesmos deve ser determinada pela Secretaria, que deverá levar em conta o tempo para a preparação dos trabalhos pelos professores;
  • as médias são fornecidas após a correção e entrega dos trabalhos pelos professores;
  • os prazos estipulados pela Secretaria não podem ser alterados pelos alunos.

Também nas provas de dependência e de adaptação a média bimestral a ser atingida pelos alunos deve ser 6,0 (seis) pontos.

Observação: Normas referentes ao TCC. Conforme o CAPÍTULO XIII referente à Avaliação Final do Trabalho de Conclusão de Curso, Artigo 28º- A nota média mínima exigida é 6 (seis), obedecendo aos mesmos critérios acadêmicos instituídos pelo Uni-FACEF. Por isso, para sua aprovação, a nota final – da Banca Examinadora – não poderá ser inferior a 6 (seis). Caso a média final fique abaixo de 6 (seis) ou a nota final (Banca) fique abaixo de 6 (seis), o grupo será considerado reprovado, devendo cursar novamente as matérias referentes ao TCC, sendo obrigatória a mudança da empresa objeto de trabalho.

Práticas Formais de Avaliação

As avaliações do processo ensino-aprendizagem são realizadas conforme estratégias metodológicas previstas nos planos de ensino, observando-se alguns dos seguintes critérios:

  • provas parciais;
  • avaliações bimestrais;
  • avaliações substitutivas;
  • seminários, envolvendo temas emergentes;
  • interpretação de textos, com o objetivo de desenvolver no aluno habilidades de interpretação, raciocínio e poder de síntese;
  • estudos de casos – desenvolvimento de estudo de casos práticos;
  • trabalhos com discussões de relatórios, em função de um estudo de caso de artigo, revistas, jornais ou vídeos em que se discutem as conclusões dos grupos;
  • pesquisas diversas – coleta e análise de informações conjunturais;
  • pesquisas via Internet – acesso de seus usuários às informações constantes de seus bancos de dados;
  • avaliação de relatórios de Práticas orientadas internas e externas;
  • avaliação de atividades extra classe realizadas em períodos de temporadas, recesso e férias, através de relatórios e acompanhamento de profissionais e do Coordenador de Práticas orientadas;
  • simulação e criação de empresas – aplicação da teoria à prática, inclusive utilizando-se a interdisciplinaridade;
  • estágio supervisionado, solidifica a aplicação da teoria à prática, baseado na lei nº. 6494 de 07/12/97 e no Decreto nº. 87497 de 18/08/82, conforme manual do estagiário.

Com este elenco de atividades, os professores do Uni-FACEF procuram formar o graduando com o perfil ideal para o mercado de trabalho.


Atividades Obrigatórias

Trabalho de Conclusão de Curso

Início, no máximo, no 5º semestre e entrega no 7° semestre. As explicações sobre sua condução e o regulamento para a elaboração do trabalho são entregues por ocasião do início do desenvolvimento do processo. Os trabalhos são orientados pelos professores do Uni-FACEF conforme linhas de pesquisa.

Estágio Supervisionado

Os alunos poderão estagiar durante o curso, a partir do 3º semestre, onde serão computadas 60 horas de estágio por semestre até o 7º semestre do curso, nas diversas áreas de atuação do administrador. Somente serão válidas a partir da efetivação da matrícula.

A realização do Estágio é de grande importância, visto que atende tanto ao aspecto legal do curso, como também oferece subsídios suficientes para o efetivo exercício profissional.

É importante também lembrá-lo que o Estágio é necessário para o recebimento do diploma, sem o qual não poderá exercer legalmente sua profissão.

O estágio curricular é realizado com carga mínima de 300 horas.

O estágio poderá ser realizado em uma ou mais empresas.

O Estágio deve propiciar a complementação do ensino e da aprendizagem, devendo ser planejado, executado, acompanhado e avaliado em conformidade com o currículo, conteúdo programático e calendário escolar, a fim de se constituir em instrumento de integração, de treinamento prático, de aperfeiçoamento técnico – cultural – científico e de relacionamento humano.

Artigos Científicos

Com datas de entrega programadas para os 2º, 4º, 6º e 8º semestres. O regulamento que rege a elaboração dos artigos (objetivo, justificativa, critérios de avaliação, apresentação, elaboração do conteúdo e respectiva formatação) será entregue e explicado ao aluno por ocasião do desenvolvimento da atividade. Os artigos são orientados pelos professores do Uni-FACEF, conforme linhas de pesquisa.

Trabalho Interdisciplinar

Atividades de Pós Graduação Stricto Sensu

Em 04/09/2002, Portaria MEC n° 2.530 aprovou curso de Pós- Graduação – strictu sensu do Uni-FACEF, em Administração ( Mestrado ) que está em fase de reorganização em virtude das novas avaliações da CAPES.

Atividades de Intercâmbios, Extensão e Serviços

O Uni-FACEF mantém acordos, intercâmbios acadêmicos e contratos de prestação de serviços com várias Instituições do país e do exterior. Mantém, da mesma forma, contratos e convênios de apoio e prestação de serviços com Indústrias, Sindicatos e outras entidades da região e do Estado.
Convênio de apoio e intercâmbio acadêmico com a Université Pierre Mendes – École Supérieure das Affaires de Grenoble, França;

  • Convenio de prestação de serviços com a Associação Comercial e Industrial de Franca (ACIF);
  • Convênio de prestação de serviços com a Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (COCAPEC), Franca;
  • Convênio com a Fundação do Café da Alta Mogiana;
  • Convênio com a Agência de Desenvolvimento da Alta Mogiana;
  • Convênio de Educação Profissional e Aprendizagem com a Guarda Mirim, de Franca;
  • Convênio de Cooperação Acadêmica com a FEA-RP/USP;
  • Convênios de prestação de serviços com Prefeituras da região da Alta Mogiana;
  • Convênio de prestação de serviços com o Sindicato da Indústria de Calçados de Franca;
  • Convênio de prestação de serviços com o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo.

Além dessas atividades, vários docentes da Instituição prestam assessorias e realizam trabalhos para: CAPES/MEC, FAPESP, etc.

Programa de Iniciação Científica

São destinadas 2 (duas) bolsas, anualmente, para o curso de Administração. Além das duas bolsas, o aluno também pode concorrer à bolsa de melhor projeto de pesquisa.

Visão Geral dos Laboratórios

São dois Laboratórios de Informática, instalados e devidamente planejados para utilização em pesquisas, um laboratório de língua (inglês, francês e espanhol), laboratório de psicologia, laboratório de matemática e física e outros de comunicação social.
O Uni-FACEF conta com acesso em banda larga à Internet (2Mb downl./1Mb upl.), salvaguardado por um firewall com Microsoft ISA Server, através do qual alunos e professores realizam pesquisas, contatam com várias instituições e bibliotecas situadas em vários pontos do mundo, além de se utilizarem de softwares específicos.
Cada laboratório possui 35 PCs INFOWAY ITAUTEC – PENTIUM 4 – 1.7 MHZ, com servidores interligados em rede e à Internet, 24 horas por dia. Cada estação tem instalados softwares específicos para elaboração de atividades acadêmicas, científicas, administrativas, especiais, de pesquisa e de jogos de empresas (SPSS, que tem sido considerado um dos melhores softwares estatísticos do mercado, justamente porque comporta processos que englobam análise estatística em profundidade e possibilita análises estatísticas, desde suas ferramentas básicas como estatística descritiva até testes não paramétricos; análise inferencial (regressão linear, múltipla, ANOVA simples, testes qui-quadrado, entre outros); análise discriminante de cluster, análise fatorial, correlações bivariadas, análise de confiabilidade e escalonamento multidimensional; Economática e muitos outros específicos por disciplinas nos diversos cursos; Statistical Neural Network, para análise de dados, utilizando os princípios de redes neurais para tratamentos específicos de dados, Ariel, que tem se tornado uma ferramenta indispensável para a comutação bibliográfica. Trata-se de uma plataforma que viabiliza o intercâmbio de serviços na área de biblioteconomia e que recebe e envia documentos.
A instituição conta ainda com um site, acessível através do URL <https://www.unifacef.com.br> e hospedado internamente, o qual, além das informações institucionais e acadêmicas, possui ainda dois portais, direcionados um à comunidade discente e outro à comunidade docente.

Laboratórios de Informática

  • 70 microcomputadores Itautec Infoway, Pentium 4 1.7 Ghz, 256 Mb RAM, 40 GB HD, com teclado, mouse e monitor 17”, Windows 2000 Professional, com acesso em banda larga à Internet, sendo dois deles com gravador de CD 52x24x52x
  • Alguns softwares disponíveis: Adobe Page Maker 6.5, Adobe Photoshop 5.5, Adobe Ilustrator 7, Corel Draw 11, Corel Paint 11, Corel Trace 10, Word, Excel, Power Point, Netscape internet e Explorer Internet, SSPS (versão11.0 ), Economatica
  • 2 scanners Epson Perfection 1250
  • 2 Impressoras HP Deskejet 695

Os laboratórios de informática funcionam diariamente de 2ª a 6ª feira das 7h30 às 22h30.

Laboratório de Áudio

  • estação de edição de áudio em computador PC com placa adequada e software compatível para edição de áudio – baseado Processador Pentium 4 1.7 Ghz, 512 MB, Cd Rom 52x de memória, 01 monitor de 17 polegadas
  • caixas acústicas amplificadas para retorno da ilha de áudio
  • 1 fone de ouvido (com auricular tamanho grande)
  • 2 microfones profissionais de mão com fio
  • 2 anti puff
  • tripé de microfone
  • pedestal base de ferro

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 18h00 às 22h30.

Laboratório de Vídeo

  • Câmera mini DV com case, 1 CCD ¼” com 340.00 pixels cada, ZOOM de 12:1 (12x), View Finder de 0,5” Colorido, Velocidade de gravação: SP (83 min.) com Fita AY-DVM83, Velocidade de gravação: LP (123 min.) com Fita AY-DVM83, INPUT/OUTPUT: IEEE, 1394 DV IN/OUT: 4-PIN X 1, OUTPUT: S-VIDEO: 4-PIN, Monitor OUY: RCA, Saída para fone de ouvido
  • 1 Câmera mini DV com case, CCD 680K pixels, Sistema NTSC, Zoom Óptico 10x, Zoom Digital 700x, Áudio 12/16 Bit PCM Digital Stereo/Audio, Monitor de LCD 2,5”, Interface IEEE 1394 / USB
  • 1 tripé com uma altura máxima de 2 metros e mínima de 42 centímetros
  • 1 cabeça de tripé suporte até 6Kg para câmeras digitais profissionais, giro de 360° e inclinações de 90° acima e 60° abaixo, giro exatos 75mm com precisão
  • 1 Dolly compatível com tripé
  • 1 Ilha de edição em sistema não linear, baseado em Processador Pentium 4 de 1.7Ghz, 512 MB de memória, cd rom, 01 monitor de 17 polegadas. Principais Recursos: Capacidade de armazenagem de 03 horas de vídeo. Entrada e saída digital e analógica. 01 canal de slow e fast motion em real time. Captura de vídeo sem limite de tamanho. 01 canal de efeitos e filtros em real time. Criação de formatos de DVD, CD e streaming para internet. Efeitos de Keyframe em real time. Filtros para correção de imagens, brilho e contraste. Breakout Box com entrada e saída analógica e digital.
  • 1 vídeo mini DV com padrão de compressão profissional 8-bit; 4 canais de áudio PCM digital 12-bit ou dois canais com qualidade de CD: 48-kHz, 16-bit; terminal In/Out IEEE 1394, terminais In/Out analógicos para copiagem com vídeos S-VHS: BNC, S-VIDEO (Y/C) e RCA (para áudio stereo); TBC híbrido
  • 1 monitor de áudio e vídeo, Sistema de cor NTSC-PAL ‘ M, VHF/UHF/CATV 181 canais com sintonia automática (FS Tuning System), Timer on/off e relógio, On screen display em três idiomas: português, inglês e espanhol, Autovolt (99~250V AC)
  • 1TV de 29 polegadas com entradas RCA OU SVHS
  • 1 vídeo VHS 6 cabeças
  • 1 reprodutor de DVD, vídeo CD, MP3
  • 2 caixas acústicas amplificadas para retorno da ilha de áudio
  • 4 lâmpada mini brut
  • 2 iluminador mini brut p/2 lamp
  • 1 lâmpada Fresnel 220v 1000w
  • 1 iluminador Fresnel de 1000w
  • 4 tripé 3,8mts
  • 1 iluminador softh lihut 2000
  • 1 pano de fundo infinito
  • 1 suporte para fundo infinito com 02 tripés
  • 2 case para filmadora

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 14h00 às 22h30

Laboratório de Línguas

O Uni-FACEF Centro Universitário Municipal de Franca possui um laboratório de línguas, com capacidade de atendimento simultâneo a 30 (trinta) alunos, contendo equipamentos eletro-eletrônicos periféricos, com mobiliário de marcenaria, instalado em uma sala de 8 x 10 metros, para uso dos alunos do curso de Letras do Uni-FACEF (em aulas de Língua Inglesa, Prática de Língua Inglesa e Literaturas Inglesa e Norte-americana) e para outros alunos de outros cursos, supervisionados por professores de línguas estrangeiras em atividades afins.

O equipamento possibilita, por meio do laboratório de multimeios:
a) a exibição na tela de projeção, através do projetor multimídia, (tela de projeção e projetor multimídia) de qualquer dos conteúdos constantes na tela do microcomputador, incluindo-se conteúdos pré-programados em editor de texto, CD-ROM ou oriundos da Internet ou dos aparelhos de reprodução de videocassete ou DVD;
b) tecla de seleção da imagem a ser exibida pelo projetor de multimídia;
c) o posicionamento, via meio eletrônico, de todos os alunos em ambiente virtual onde possam conversar entre si, interagindo nas conversações, ou seja, ouvindo e participando perfeitamente das conversações;
d) a conversação, via meio eletrônico, entre os alunos, formando pares de cabinas de alunos, sem restrição quanto ao número e posicionamento de pares formados; e
e) a aplicação simultânea de pelo menos três técnicas metodológicas a grupos diferenciados, quer sejam em tamanho e/ou em disposição física das cabinas individuais dos alunos.

Equipamentos:

  • 1 tela de projeção
  • 1 projetor multimídia
  • 1 microcomputador
  • 2 gravadores de fita cassete
  • 1 vídeocassete de 7 cabeças
  • 30 kits multimídia (gravador/reprodutor de fita cassete, fone de ouvido com microfones acoplados e painel de controle)

Agência Experimental

  • 6 microcomputadores Apple iMac PowerPC G4 700
  • 1 scanner Epson Perfection 1250
  • 1 impressora HP Inkjet CP 1700
  • 1 kit para laboratório de fotografia

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira das 14h00 às 22h30

Material de Apoio

  • 1 filmadora Panasonic
  • 3 microsystems
  • 2 notebooks Apple iBook Power PC G3
  • 3 notebooks Acer – Celeron
  • 16 projetores multimídia (datashows), cada qual acompanhado por um computador Itautec Celeron D 2,53 Ghz 256 Mb RAM 40 GB HD, sendo 10 deles fixos em sala-de-aula e o restante em unidades móveis
  • 1 TV 34″
  • 3 TV 29″
  • 1 TV 21″
  • 3 videocassetes
  • 2 aparelhos de DVD
  • 1 arquivo de aço
  • mesas sem gavetas
  • 100 cadeiras universitárias e cadeiras para sala de multimídia
  • 3 multiplexadores 16 canais
  • 1 rebobinador para fime 35mm com contador
  • 3 relógio despertador digital
  • 5 guilhotina 31 cm
  • 10 margindor para papel fotográfico 30×40
  • 10 ampliadores 35mm com condensador meopta
  • 1 secador taiff 5000 preto 110V
  • 1 ventilador oscilante de parede 500mm
  • 3 termômetro para químico
  • 1 fundo infinito de parede em PHT
  • 16 lanternas de segurança – filtro 1º
  • 8 tanque de aço samigon
  • 5 extrator de filmes 35mm
  • 5 flash eletrônico
  • 2 kaza light 1m Atek
  • 1 relógio de parede com segundos
  • 10 cadeiras com pés fixos
  • 3 fotômetro externo digital
  • 1 secadora de aço para negativos 60×60
  • 10 objetiva Shinker 50mm f. 3.5 com ampliador
  • 3 tripé para câmera Vivitar modelo 2400 GX
  • 2 tripé marca Atek modelo 83
  • 2 tripé marca Atek modelo 82
  • 1 mini-tripé para fundo
  • 1 fundo infinito acrílico para produto 2x3m
  • 1 kit do curso de Matemática Financeira IOB composto por 3 CD’s
  • 1 kit de video “Ferramentas de Melhoria de Qualidade”
  • 1 kit video “Gerenciamento de Reengenharia”
  • 1 armário de aço fechado 2P-1,70m altura
  • 8 retroprojetores
  • 1 leitor Smart Bematec – leitor de documentos
  • 1 impressora autenticadora 48 col. Bematec
  • 1 mesa de micro com teclado
  • 1 cadeira de secretária giratória
  • 1 impressora a laser HP1200
  • 1 mesa em madeira e fórmica 90x60x73
  • 1 Switch KVM com 4 portas e cabos
  • 4 estantes de aço para a Biblioteca

IPES (Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais)

O IPES – Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais é um espaço de desenvolvimento de pesquisas científicas e de mercado. É o local de pesquisa com equipamentos – computadores, impressoras, scanner, fax, telefone-, softwares, espaços individuais e de grupos, mesas de reunião possui uma dinâmica de discussão dos projetos do Programa de Iniciação Científica da Instituição, juntamente com os Programas dos Grupos de Pesquisas e dos Programas financiados pela FAPESP. Projetos, idéias novas, trocas de idéias são geradas e desenvolvidas nesse espaço e estão sendo apresentadas em vários eventos, a saber: Produção Científica com a participação de pesquisadores em Congressos Internacionais: BALAS (USA) , CLADEA (Brasil), ENANPAD (Brasil), Congress of the International Association of Schools Of Social Work, Congreso Latinoamericano de ética, negócios y economia (México), Colloque Franco Brésilien (Seminaire de Recherche sur les Districts industrielas, (França), Proceedings of the Global Business Conference (USA), Congreso Latinoamericano de Ética, Negócios y Economia (Argentina) e (São Paulo).