Melhor trabalho do 12º Congresso Brasileiro de Sistemas foi realizado no Uni-FACEF

Na última semana, nos dias 03 e 04 de novembro, foi realizado o 12º Congresso Brasileiro de Sistemas, na Universidade Federal de Uberlândia, em Uberlândia (MG). O tema dessa edição foi a “Complexidade em tempos de crise: diálogos entre economia, sustentabilidade e visão sistêmica.”

Tradicionalmente, esse evento apresenta palestras com pesquisadores nacionais e internacionais da área de sistemas. Um dos pontos altos do 2º Congresso Brasileiro de Sistemas foi a presença de Otaviano Canuto, diretor executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI)  para o Brasil, Cabo Verde, República Dominicana, Equador, Guiana, Haiti, Nicarágua, Panamá, Suriname, Timor Leste e Trinidade e Tobago. Isso possibilitou ampliar a interface entre a pesquisa sistêmica na América Latina e os campos de aplicação prática destes trabalhos, como mercado e governos, conforme o comitê organizador destacou na página oficial do evento.

Nesse ano, ao melhor artigo do congresso, foi outorgado o J. Donald R. de Raadt Prize, com o objetivo de honrar esse grande pesquisador, cuja contribuição foi fundamental para a consolidação do Congresso Brasileiro de Sistemas e do capítulo brasileiro da ISSS – International Society for the Systems Sciencies.

Para orgulho da comunidade acadêmica do Uni-FACEF, esse prêmio foi concedido a Leonardo Henrique Cardoso Andrade (que concluiu seu Mestrado pelo Uni-FACEF) e ao Prof. Dr. Hélio Braga Filho, professor da graduação e da Pós-Graduação Stricto sensu, no Uni-FACEF. Considerado o melhor artigo do 12º Congresso Brasileiro de Sistemas, o trabalho “POLÍTICAS PÚBLICAS E SUSTENTABILIDADE: uma investigação sobre os pressupostos que guiam nosso desenvolvimento“, pode ser lido clicando-se aqui.